O amor de Cristo nos impele a levar
a Boa Nova de Jesus Cristo a todas as pessoas


porque estamos convencidos
de que um morreu por todos;
logo, todos morreram.

O bem integral do homem era o grande desejo do Cristo. A missão confiada aos apóstolos abrange não somente o anúncio da Boa Nova, mas também a ordem: “Curai os doentes!” Assim, surgiram no mundo inteiro as chamadas “Obras da Misericórdia”: asilos, leprosários, institutos para deficientes físicos e mentais e outras instituições de caridade, até os modernos hospitais de hoje as clínicas especializadas, o cuidado de aidéticos, a ajuda terapêutica a pacientes na fase final. As Religiosas estiveram sempre nas fronteiras desses serviços ao próximo sofredor. Médicas, Farmacêuticas, Assistentes Técnicas e inúmeras Enfermeiras acharam o caminho para Tutzing ou foram aí formadas. Elas se empenham tanto nos grandes hospitais nas cidades, como nas pequenas clínicas de locais muito carentes de serviços públicos. Haveria muito a contar sobre a sua doação heróica.